Cânticos na Adversidade




Bendirei o Senhor o tempo todo! Os meus lábios sempre O louvarão. 
Salmo 34:1


Era inverno na região das serras gaúchas, na Região Sul do Brasil. Eu e meu esposo estávamos vivenciando momentos felizes com os nossos filhos e netos num período de férias. Os dias transcorriam frios e chuvosos. Ao acordar numa das madrugadas, no momento em que eu orava e meditava, disse a Deus: “Senhor, estou aqui para viver momentos únicos com meus familiares, sair com eles para as caminhadas matinais, passear em tantos lugares belíssimos que esta região oferece. Senhor, não tenho resistência a tanto frio e tanta chuva. É quase impossível curtir esses momentos.”
Ao romper do dia, olhei pela janela para presenciar o poder de um Deus que responde tão rapidamente. O céu estava coberto de um azul intenso, o sol já começava a brilhar e derramar sobre a terra seus raios de luz, brilho e calor. Orei agradecida e impressionada com tanta bondade de um Deus que Se preocupa com alguém como eu.
Então, me lembrei de uma cena fantástica que eu costumava presenciar durante as madrugadas. Era uma tremenda lição para mim. Uma porção de pássaros rompia a madrugada com seus belos cantos, em uma sinfonia quase que angelical. Que louvor perfeito, pois a Bíblia diz que todo ser que respira deve louvar ao Senhor (Salmo 150:6).
Em minha mente, soou a interpretação daquilo: os pequenos passarinhos não se incomodavam com a chuva e o intenso frio. Eles simplesmente louvavam, cantavam e saudavam cada novo dia. Era a expressão do puro louvor. Eles transmitem a lição de que não importam as circunstâncias e os desafios, o importante é louvar e enxergar a intensidade do sol que brilha por detrás das nuvens escuras.

Lembre-se, querida amiga, de que há sempre um sol que brilha, ilumina e aquece o seu e o meu coração. Jesus, o Sol da Justiça, permitirá que você veja entre a escuridão o poder glorioso dessa luz que trará o brilho da vitória à sua vida. Você poderá orar comigo: “Deus, obrigada pelas respostas, pelos milagres, pela luz que brilha, para que possamos cantar mesmo em meio às adversidades. Amém.”



Jael Assunção Cruz
meditação da mulher março/2015
saiba mais:
https://portaladventistadebaixoguandu.wordpress.com/2014/12/03/meditacao-da-mulher-2015/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Desbravadores: Livro de Atas

Adélia Prado – Poemas

desbravadores